17 de fev de 2009

Não desanimes

O ferro não desiste diante da forja suportando o fogo e a têmpera para formar importante peça da locomotiva;
O concreto suporta a travessia de pesados automóveis na ponte, entre duas distâncias, para servir o transporte do homem;
A semente lida com a escuridão e o pó para transformar-se em árvore frutífera;
A roda suporta o arcabouço da carroça, girando indefinidamente, a fim de que permaneça fiel ao agricultor;
A viga de madeira padece os golpes de formão no seio do próprio cerne para depois mostrar-se mestra na estrutura do telhado.

Não desanimes ante os golpes da estrada.
Não te detenhas pelos pedrouços que encontrastes.
Sem dificuldades não há evolução e sem luta, o próprio trabalho não apresentará valor razoável.
Não permitas que o desânimo te congele as forças da alma.
Se seguires confiante, Deus a tua frente te abençoará sempre na superação dos problemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...